Clipping

Produção de açúcar no CS cresce na quinzena apesar de queda na moagem

A produção de açúcar do centro-sul do Brasil na segunda quinzena de junho somou 2,972 milhões de toneladas, aumento de 6 por cento ante o mesmo período do ano passado, apesar de uma queda de 1,4 por cento na moagem no mesmo período, informou a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) nesta quarta-feira.

O volume de açúcar produzido também aumentou na comparação com a quinzena anterior, quando havia somado 2,379 milhões de toneladas, com as usinas destinado mais de 50 por cento da cana para a produção de açúcar, ante 47 por cento no mesmo período do ano passado.

"Estas cifras foram influenciadas pela menor moagem das unidades autônomas (empresas que só produzem etanol), que representaram 14,61 por cento da moagem na última quinzena ante 16,88 por cento no mesmo período da safra passada", afirmou a Unica em relatório.

A moagem na quinzena somou 47,55 milhões de toneladas, ante 48,2 milhões no mesmo período do ano passado e 39,408 milhões na quinzena anterior, com o tempo mais seco favorecendo os trabalhos.

O total produzido de açúcar ficou em linha com a previsão da Platts Kingsman, que esperava cerca de 3 milhões de toneladas. A consultoria esperava uma moagem de 47,4 milhões de toneladas.

Com usinas priorizando a produção de açúcar para cumprir contratos, a produção total de etanol caiu 7,7 por cento na comparação com o mesmo período do ano passado, para cerca de 1,8 bilhão de litros, apesar de uma melhora verificada na produtividade agrícola em junho.

Dados preliminares apurados pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) citados pela Unica indicam que o rendimento médio da área colhida no mês passado atingiu 86,84 toneladas de cana por hectare, aumento de 3,8 por cento em relação ao índice apurado no mesmo mês do último ano (para uma amostra de 105 empresas).

"Esse crescimento reflete o clima propício ao desenvolvimento da planta observado no início da safra corrente", disse a Unica.
 
ATRASO NO ACUMULADO
No acumulado desde o início da safra 2017/18 até 1 de julho, a moagem atingiu 198,75 milhões de toneladas, registrando atraso de 7,81 por cento na comparação com a quantidade processada no mesmo período do ciclo anterior.

A produção acumulada de açúcar até 1 de julho atingiu 11,05 milhões de toneladas, praticamente igual à quantidade contabilizada no mesmo período de 2016/2017.

A produção acumulada de etanol somou 7,61 bilhões de litros, queda de 14 por cento ante o mesmo período da safra passada, sendo 3,22 bilhões de litros de etanol anidro e 4,39 bilhões de litros de hidratado.
 
(Por Roberto Samora)


Fonte: Reuters