Clipping

Produção de cana na Paraíba deve ser 18% superior à safra passada

Postado em 28 de Novembro de 2019

O estado da Paraíba é o terceiro maior produtor de cana da região Nordeste, ficando atrás de Alagoas e Pernambuco. Conta com oito unidades sucroenergéticas em atividade e se apresenta como grande empregador, na época da safra gera em torno de 40 mil empregos, na entressafra 30 mil.

Nas últimas três safras, a produção de cana paraibana ficou na casa dos 5 milhões, sendo que a safra 2018/19 contabilizou um resultado final de 5.675.107,870 milhões de toneladas de cana. Mas, a expectativa para a safra 2019/20, que está em curso, é que alcance 6,5 milhões de toneladas, um aumento em torno de 18% em relação à safra passada.

Segundo Edmundo Coelho Barbosa, presidente do Sindicato da Indústria da Fabricação do Álcool no Estado da Paraíba (Sindálcool), a maior produção é resultado de condições climáticas favoráveis (choveu mais), manejo correto no controle de doenças e pragas, fertilização adequada, investimentos em irrigação, em tecnologias como a muda pré-brotada e qualificação da mão-de-obra.

Investimento em irrigação é um dos responsáveis pelo aumento de produção dos canaviais paraibanos

O produtor de cana responde pela maior parte da produção canavieira na Paraíba, na safra 2018/19, das 5,67 milhões de toneladas industrializadas no estado, 3,10 milhões vieram dos produtores. Esse aumento na produção é uma prova de que os produtores paraibanos estão empenhados em empreender as melhores práticas de manejo e lutam para ter acesso às tecnologias inovadoras.

Na Paraíba, 72,53% dos fornecedores de cana são considerados micro produtores – produzem até 1000 toneladas/safra –, 19,80% são pequenos produtores – produzem de 1000 e 5 mil toneladas. Os médios representam 3,73% (produzem de 5 mil a 10 mil toneladas), enquanto os grandes contabilizam apenas 3,07% do universo de fornecedores de cana (fornece acima de 10 mil toneladas).

 


Fonte: CanaOnline