Clipping

Produção de mais açúcar do que etanol deve pesar nas ações da São Martinho

Postado em 17 de Abril de 2020

A Ágora Investimentos demonstrou preocupação com a notícia de que as usinas do Centro-Sul do Brasil estão produzindo mais açúcar do que etanol.

“Estamos preocupados que a mudança das usinas para produzir mais açúcar versus etanol possa ser mais forte do que atualmente estimado”, disse a corretora, que possui atualmente um mix estimado de 40% de açúcar e 60% de etanol para a safra 2020/21.

Dados da Associação das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica) já reportaram queda de 12,9% no volume de vendas do biocombustível, reflexo da queda na circulação de veículos desde o início da pandemia. A Unica, inclusive, vê o ano-safra 2020/21 como “perdido” se nada for feito para socorrer o setor.

Além de impedir a recuperação mais rápida dos preços do açúcar, a mudança das usinas pode colocar as ações da São Martinho (SMTO3) em risco.

“Em uma análise de sensibilidade, para cada redução de 5% em nossa estimativa de preço do açúcar de US$ 12,60/lb (contra US$ 10/lb) para a safra 2020/21, reduziríamos nossa estimativa de Ebitda de 2020 para a São Martinho em 3%”, afirmaram os analistas Leandro Fontanesi e Ricardo França.


Fonte: Money Times