Clipping

Produtor da UE teme abertura do bloco a açúcar brasileiro

A Federação Europeia de Produtores de Açúcar (Cefs, na sigla inglesa) e da Confederação Internacional de Produtores de Beterraba (Cibe) enviaram ontem carta à Comissão Europeia pedindo para "resistirem a exigências irrazoáveis dos países do Mercosul".

Pedem para a União Europeia manter o compromisso de impor tarifa de € 98 por tonelada de açúcar importado, dentro de uma cota de 100 mil toneladas. É algo que o Mercosul considera simplesmente inviável para fechar um acordo, já que manteria o mercado fechado para sua commodity.

Os produtores europeus alegam que o "acordo UE-Mercosul vai moldar a percepção da União Europeia para uma geração de agricultores e processadores de alimentos primários da UE". Para eles, se a política comercial do bloco não funciona para todos, será afetado o projeto europeu, que até agora tem sido apoiado pelos agricultores da UE.

Mais uma vez os produtores europeus jogam pesado e retomam acusações de desmatamento no Brasil, além de decisões sobre proteção de plantas e de direitos de minorias sociais, incluindo desrespeito a direitos de populações indígenas. Lembram que 600 cientistas europeus e 300 grupos indígenas pediram para a UE insistir no respeito do ambiente e dos direitos humanos nas atuais negociações comerciais com o Brasil.


Fonte: Valor Econômico