Clipping

Produtores da Socicana conquistam reconhecimento internacional

Bonsucro e RBS certificam produtores, e Socicana dá um passo importante para internacionalizar e agregar valor à produção sucroenergética. Associação é a primeira do Brasil a representar os produtores no Conselho dos Membros da Bonsucro
 
Quem planta, colhe. A frase serve não só para a lavoura, mas para os esforços que têm sido feitos pela Socicana para estimular entre os associados os conceitos da sustentabilidade. A Associação dos Fornecedores de Cana de Guariba, localizada na região Noroeste do estado de São Paulo, Brasil, agora colhe os frutos pela implantação de projetos relevantes nesta área. O resultado foi o reconhecimento nos mercados interno e externo: o total de 31 produtores associados à Socicana conquistaram um “bônus” que agrega valor à sua produção - certificações de duas chancelas internacionais. Com isso, a  Associação busca promover uma diferenciação na remuneração do produtor.
 
RSB
17 produtores reconhecidos pela Certificação Internacional Roundtable on Sustainable Biomaterials – RSB (Genebra, Suíça). Eles fazem parte do projeto “Cana Sustentável”, executado pela Socicana, com apoio da RSB, e com suporte do programa Boeing Corporate Citizenship. Dentro do “Cana Sustentável”, os produtores contam com uma estrutura abrangente para alcançar objetivos de sustentabilidade e demandas de mercado e têm suporte integral para melhorias em sua gestão e nas práticas agrícolas. 
 
“Estamos entusiasmados em trabalhar com a Socicana nesse importante projeto. As ações fazem parte do Programa de Pequenos Produtores da RSB, que visa melhorar as condições de vida e incentivar boas práticas entre os produtores de pequena escala”, afirmou o diretor Executivo da RSB, Rolf Hogan. 
 
Para a Socicana, o trabalho trouxe resultados significativos. “A nossa intenção é trazer mais produtores interessados na certificação de matéria-prima e buscar sua inclusão nos protocolos. Já temos a percepção de que os nossos associados estão melhorando as suas práticas. Portanto, temos papel fundamental para que eles sejam reconhecidos e certificados”, diz o presidente da Socicana, Bruno Rangel Geraldo Martins.  “Esta iniciativa impactou no comportamento de nossos associados. Os produtores viram que é possível produzir cana de forma sustentável”, completa o superintendente da Socicana, José Guilherme Nogueira.
 
BONSUCRO
O reconhecimento alcançou também outros três condomínios, que representam mais 14 produtores certificados pela Bonsucro (Londres, Inglaterra), apoiando o protocolo Agricultura Sustentável da Associação. A certificação Bonsucro é um desdobramento da iniciativa Better Sugarcane Initiative, um grupo prévio composto por partes interessadas do setor, preocupados com os impactos ambientais e sociais da produção de cana-de-açúcar. Durante uma auditoria Bonsucro, são avaliados os principais indicadores de produção, inclusive consumo de energia, água e emissão de gases de efeito estufa. A conformidade regulatória, direitos trabalhistas, suprimento local e contínuo de agua e outros fatores humanos que afetam o impacto da produção sobre a população local também são aferidos. 
 
Até esta iniciativa pioneira, não havia protocolo específico para produtores de cana e certificava somente a usina. Portanto, o trabalho dos produtores brasileiros e o reconhecimento dos produtores da Socicana abre um novo cenário de oportunidades no mundo. Prova da relevância desta conquista, hoje a Socicana é referência em sustentabilidade neste setor.
 
Ter o processo produtivo avaliado pela Bonsucro também significa respeitar a legislação da União Europeia (UE) sobre biocombustíveis importados no âmbito da Diretiva sobre Energia Renovável, abrindo possibilidades de mercado para exportadores de etanol proveniente da cana-de-açúcar. O selo Bonsucro garante a compradores, fornecedores e consumidores finais que o açúcar e o etanol foram produzidos respeitando-se a legislação, o meio ambiente e os direitos humanos. O selo tem validade de três anos e, para consegui-lo, as empresas são avaliadas, levando em conta 41 indicadores de sustentabilidade, lucratividade e competitividade. No mundo, fazem parte da Bonsucro, representantes de diferentes segmentos envolvidos na cadeia sucroalcooleira, como produtores de cana de açúcar, usinas, ONGs, além de multinacionais. A Socicana tem sido fundamental no movimento da Bonsucro para atualizar seus sistemas internos, permitindo que os agricultores sejam reconhecidos pelo desempenho de sua sustentabilidade.
 
Sobre a Socicana
A Associação dos Fornecedores de Cana de Guariba é uma associação de produtores de cana-de-açúcar, fundada em 1951. Representa 1.160 produtores e um total anual aproximado de 6,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.
 
Atualmente, possui três projetos dedicados à sustentabilidade: Certificação da Bonsucro, Certificação RSB e Top Cana – que é um programa, criado pela Socicana e Fundação Solidaridad, com a parceria da Usina Santa Adélia e do grupo Raízen. 
 
Panorama em números
ü  A pontuação da Socicana, em relação aos critérios de sustentabilidade, na certificação Bonsucro, supera 97%.. 
ü  Os três produtores certificados da Bonsucro representam quase um milhão de toneladas de cana/ano.
ü  Além dos produtores já certificados na Bonsucro e RSB, a Socicana está trabalhando mais 98 agricultores, visando a certificação em breve.
 
Área total dos produtores certificados:

  • Bonsucro (area total ha): 9,116.66. São três condomínios, que representam 14 produtores e 80 fundos agrícolas.
  • RBS (area total ha): 569,85. São 17 produtores e 10 fundos agrícolas de até 75 ha.

 
Estes produtores representam em termos de produção:

  • Bonsucro (toneladas - safra 16/17) - 835.934,15;
  • RSB - (toneladas - safra 16/17) -  36.317.

 

Da esquerda pra direita: 

José Guilherme Ambrósio Nogueira – Superintendente da Socicana recebendo o Certificado Internacional da Socicana ; Produtores Certificados pela BONSUCRO ; Produtores Certificados pela BONSUCRO ; Produtores Certificados pela RSB


Fonte: Assessoria