Clipping

Produtores do Centro-Oeste não precisam mais esperar pela chuva

No leste de Mato Grosso choveu 70 milímetros em 24 horas e vem mais por aí

A chuva voltou antes nesta safra. Na primeira quinzena de setembro, já atingia boa parte do oeste de Mato Grosso e principalmente Mato Grosso do Sul. Agora a chuva já voltou até mesmo para Goiás e para as áreas mais secas do leste de Mato Grosso. A cidade de Água Boa registrou 70 milímetros nas últimas 24 horas. Segundo dados da Somar Meteorologia, a previsão para os próximos 15 dias indica outros 170 milímetros nesta cidade.

Claro que existem algumas propriedades onde a chuva ainda é muito irregular. Chove em uma parte da fazenda e na outra, não. O mapa de anomalia (abaixo) da chuva mostra que ainda existem diversas áreas de Mato Grosso, noroeste de Mato Grosso do Sul e leste de Goiás com chuva de até 50 milímetros abaixo do normal.

As anomalias positivas estão nas áreas em azul do oeste de Mato Grosso, norte de Goiás e grande parte de Mato Grosso do Sul, que vão fechar outubro com chuva bem acima do normal. De qualquer maneira, o plantio da safra de soja já atinge 18% das áreas, segundo os analistas das Safras & Mercado. A média dos últimos 5 anos é de 10% do plantio feito nesta época do ano.

Durante a quinta-feira, dia 18, a chuva continua espalhada por toda a região Centro-Oeste, porém, desta vez, com os maiores acumulados concentrados na faixa sul de Mato Grosso do Sul e no norte de Mato Grosso. Nessa área, a chuva é forte, com rajadas de vento de intensidade forte e intensa atividade elétrica.

Além disso, mesmo com a condição de chuva, a sensação de calor predomina, principalmente na faixa norte de Goiás. No fim de semana ainda há condições para chover no Centro-Oeste.

Os maiores volumes ocorrem em Goiás e no Distrito Federal, especialmente no domingo, dia 21. Previsões mais estendidas indicam algumas janelas de tempo seco em novembro, mas nenhuma passa dos 7, 8 dias.

Por Pryscilla Paiva


Fonte: Canal Rural