Clipping

‘Queda do petróleo faz etanol ser ativo importante para reduzir efeito estufa’

Postado em 12 de Março de 2020

Para presidente da Unica, Evandro Gussi, os créditos de descarbonização devem valer mais neste momento, já que o mundo está mais preocupado com a redução das emissões de CO2

Em um momento em que os preços do petróleo no mercado internacional atingem um dos menores patamares desde 1991, a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) ressalta que o etanol surge como um ativo importante do setor. Segundo ele, como o mundo está mais preocupado com a redução das emissões de CO2, o setor poderia se beneficiar, principalmente através dos créditos de descarbonização (CBIO).

“Quanto mais baixo o [preço do] petróleo, mais vale o crédito de carbono porque você tem que reduzir as emissões de poluentes. Você vai ter uma maior demanda por CBIO e ele passa a ser mais importante na formação de preços de toda a cadeia”, explica o presidente da entidade, Evandro Gussi.

Ele ressalta que os países que tiverem mais petróleo para consumir, por outro lado precisará desse crédito de carbono. “Esse é o grande novo ativo do setor sucroenergético a partir de 2020”, diz.

Para Gussi, o setor já aprendeu a lidar com eventuais quedas do petróleo. “Nossa resposta é incremento de produtividade, eficiência, diversificação de produtos”, afirmou.


Fonte: Canal Rural