Clipping

Raízen diversifica portfólio e inaugura primeira planta de energia solar

A Raízen inaugurou na última terça-feira (4/6) sua primeira planta de energia solar, com capacidade de 1,3 megawatt. Instalada em sua unidade em Piracicaba (SP), o empreendimento deverá fornecer eletricidade a 18 postos de combustível Shell e outros parceiros da empresa, como transportadoras. Segundo Antônio Simões, diretor de energia da Raízen, um dos principais objetivos da empresa é diversificar as soluções do portfolio da empresa. “Boa parte do mundo e o Brasil caminham para a utilização cada vez maior de fontes de energia alternativas”, diz Simões. “Pretendemos aprender mais com o projeto piloto lançado hoje de energia solar”.

Foram instaladas 3.800 placas de energia solar em uma área de 40 mil metros quadrados ao lado da usina da Raízen em Piracicaba. A empresa, uma joint-venture da anglo-holandesa Shell e da Cosan, produz e comercializa etanol. Também gera biomassa a partir da cana de açúcar. A Raízen tem projetos de dar início à produção de energia a partir de linhaça a partir de 2020.

O modelo de consumo de energia solar produzida pela energia funciona de uma maneira um pouco diferente da convencional. Foram fechados contratos de aluguel com as empresas que se interessaram pela aquisição da energia. Cada uma delas poderá utilizar uma parte do ativo gerado. Segundo Simões, os clientes deverão ter uma redução de custo de até 10% por ano com energia.

Hoje, a Raízen possui 26 unidades de produção de açúcar, etanol e bioenergia. São gerados cerca de 2,5 bilhões de litros de etanol e 4,2 milhões toneladas de açúcar por meio da moagem de 73 milhões de toneladas de cana-de-açúcar realizadas por ano.

POR CARLA ARANHA

 

 


Fonte: Globo Rural