Clipping

Raízen: No ramo de commodities não se pode esbanjar dinheiro; margem é baixa

O diretor de Tecnologia da Informação da Raízen, Fábio Mota, acredita que no ramo de commodities, as empresas sempre trabalham com margens baixas e, por isso, "não podem esbanjar dinheiro" e investir em inovações que não tenham resultados práticos, afirmou durante o painel Agrotech: Tecnologia e resultados, no Summit Agronegócio 2017, realizado nesta segunda-feira, em São Paulo.

Tendo em vista este cenário, startups são um caminho mais seguro para se investir em inovações já com resultados comprovados, segundo Mota. "Inauguramos um espaço para hospedar startups com negócios que possam ajudar a empresa direta e indiretamente", disse sobre projeto da Raízen. Ele afirmou que sua equipe passou por período longo de conversas para que acionistas do grupo concordassem que o trabalho feito com startups faz parte da estratégia de inovação de empresas.



Por Leticia Pakulski, Camila Turtelli e Nayara Figueiredo


Fonte: O Estado de S. Paulo