Clipping

Refinarias dos EUA são transformadas em usinas de biocombustível

Postado em 15 de Agosto de 2020

Mais um sinal da transição energética global: enormes refinarias de petróleo no oeste dos Estados Unidos estão sendo convertidas em usinas de biocombustíveis.

Na quarta-feira, a Phillips 66 entrou para a lista de refinarias americanas a anunciar que vai transformar uma refinaria de petróleo na Califórnia em usina de biocombustível, em um momento em que a gasolina perde o brilho para combustíveis derivados de produtos agrícolas e de resíduos. A empresa disse que a refinaria Rodeo, com capacidade de 120 mil barris por dia e localizada nos arredores de São Francisco, se tornará a maior usina do mundo produtora do chamado diesel renovável, bem como de gasolina e combustível de aviação, a partir de óleo de cozinha usado, gorduras e óleo de soja, por exemplo.

O anúncio veio cerca de uma semana após a gigante de combustíveis Marathon Petroleum anunciar que pode converter duas refinarias em usinas de diesel renovável. Em junho, a HollyFrontier disse que transformaria sua refinaria de Cheyenne, no Wyoming, em usina de diesel renovável até 2022.

Com a crise enfrentada pelas refinarias dos Estados Unidos devido à queda da demanda por combustíveis e futuro incerto em meio à pandemia, a batalha da Califórnia contra o aquecimento global oferece um caminho para a sobrevivência. A demanda pelo chamado diesel renovável aumenta no chamado Golden State, onde fornecedores de combustíveis compram créditos de produtores de energia limpa para compensar suas emissões, parte de um programa que visa cortar emissões relacionadas ao transporte da região em 20% até 2030.

"Há excesso de capacidade no mercado de refino", disse Marijn van der Wal, consultor de biocombustíveis da Stratas Advisers, em Cingapura, em entrevista por telefone na quarta-feira. "Vamos fechar nossas refinarias ou reaproveitá-las?"

 


Fonte: Bloomberg