Clipping

Renovabio entra em estado de implementação a partir de 28/12 deste ano

Postado em 20 de Novembro de 2019

Aí será pra valer. Significará passar de 34 bilhões de litros de etanol para 50 bilhões de litros em 10 anos. Envolverá da mesma forma uso de biodiesel a nível de 20% na mistura com o diesel, e isso exigirá mais 10 milhões de toneladas de soja.

Ou seja, o Renovabio é uma articulação inteligente da sociedade civil organizada com segmentos inteligentes do governo, como o Ministério de Minas e Energia, que entendeu que o Brasil tinha na mão uma mina de ouro na forma de uma matriz energética como nenhum outro país.

O próprio setor legislativo brasileiro, Rodrigo Maia, deu uma ótima contribuição solicitando que a ideia Renovabio não viesse como medida provisória, uma MP, e sim como lei, pois ninguém em sã consciência seria contra uma ideia de interesse para todos os envolvidos, gerador de riqueza e com distribuição de riqueza, incluindo a originação nos campos.

Agora hora de implementar. Existem desafios, investimentos na infraestrutura e logística para movimentar praticamente o dobro de biocombustíveis do que temos hoje. Será necessário controle e ambiente comercial em uma luta anti-sonegação que monta a mais de R$ 5 bilhões apenas no segmento do combustível no país.

Mas, a grande luta, a grande disputa será no campo da informação. Educar a sociedade para o benefício da saúde pública em cidades como São Paulo, onde sem o biocombustível o respirar será impossível. O Renovabio tem benefícios ao longo de todo o ciclo de vida de sua produção desde a originação até o consumidor final.

Representa diminuir em 70% a emissão de carbono na atmosfera. E precisaremos de comunicação. Deveríamos criar uma campanha chamada de OPV -- Oxigênio para a Vida! Renovabio, a diferença do Brasil! Em 2020 largamos com Renovabio sendo implementado. Precisamos também incentivar e cuidar dos produtores rurais ao longo da cadeia produtiva.

A palavra integração será sagrada para o sucesso do Renovabio, com distribuição, indústria montadora de veículos, usinas, refino, agricultura, comercialização de créditos de carbono, segurança jurídica, competitividade com o mercado externo. Hora de celebrar! Renovabio vem aí, agora precisa fazer acontecer. Comunicação, a alma da implementação.

Renovabio, a diferença do Brasil!

A Hora do Agronegócio, alimentos e Renovabio, a diferença.

Por José Luiz Tejon


Fonte: Jovem Pan