Clipping

Representantes internacionais visitam, em Bariri, os primeiros canaviais certificados do mundo

A Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Bariri (Assobari) conquistou a certificação em 2016

Representantes daWorld WildlifeFund, WWF United States (WWF-US), WWF-Brasil, da BioplasticFeedstock Alliance, Procter&Gamble, The Lego Group, Unilever e da RoundtableonSustainableBiomaterials (RSB), foram até Barrir, no interior paulista, onde se encontra a sede da Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Bariri (Assobari), a primeira associação que se atentou sobre a importância da certificação, ainda em 2008, ano em que se falava muito sobre a comercialização de créditos de carbono. De olho nesse mercado, a Entidade começou a buscar mais informações sobre o assunto e descobriu que essas negociações apenas seriam possíveis caso a matéria-prima estivesse certificada.

A certificação final veio apenas oito anos depois, em janeiro de 2016, após um longo processo de adequações das propriedades associadas. Naquele mês, 68 produtores foram certificados, grupo formado exclusivamente por pequenos e médios agricultores, que passaram a ser gestores de suas fazendas, operando-as com maior eficiência, desde o controle de estoque e melhoria das práticas agrícolas até a adequação às leis trabalhistas.

Em Bariri, a comitiva internacional foi recepcionada por Acácio Masson Filho,diretor de sustentabilidade da Assobari que apresentou todos os passos burocráticos cumpridos para a obtenção das certificações – Bonsucro e RSB. Depois levou os visitantes até sua fazenda para conferirem o resultado da teoria aplicada. Na propriedade de Masson, a cana divide espaço com a pecuária, diversificar a produção é um dos pilares do desenvolvimento sustentável.

“Foi muito importante a visita desses representantes de organismos internacionais, pois apenas conferindo in loco o nosso trabalho, podem conhecer os nossos diferenciais e, assim, valorizarem a nossa produção”, observou Masson Filho.

 

 

 


Fonte: CanaOnline