Clipping

Ribeirão consumiu mais de 1,8 bilhão de kWh de energia elétrica em 2016

No ano de 2016, Ribeirão Preto foi o 12º município que mais consumiu energia no Estado, de acordo com o Anuário de Energéticos por Município do Estado de São Paulo 2016, divulgado na última semana pela Secretaria de Energia e Mineração. O consumo caiu na comparação com o ano de 2015, e a crise econômica é apontada como um dos fatores para a queda.

No total, o município foi o 4º maior consumidor de derivados de petróleo e etanol no Estado – foram 1.001.325 toneladas de óleo equivalente (toe) nesta cadeia de produtos – ficando atrás de São Paulo, Campinas e Guarulhos.

Só de gasolina, foram 157,6 milhões de litros consumidos pelos moradores de Ribeirão Preto, enquanto de etanol foram 261,1 milhões de litros - o terceiro maior consumo do estado. Em todos os municípios, o consumo chegou a 42 bilhões de toneladas de óleo equivalente (toe).

Já o consumo de energia elétrica chegou a 1,8 bilhão de Kilowatt-hora, sendo o 12º município que mais consumiu este tipo de energia, caindo uma posição, na comparação com 2015, quando foram consumidos 1,9 bilhão de KwH na cidade.

De acordo com o secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, João Carlos Meirelles, 2016 registrou uma queda de 4,8% no consumo de energia no Estado na comparação com o ano anterior. Esse foi o segundo ano consecutivo com diminuição no uso de eletricidade e combustíveis, mas, de acordo com ele, em 2017 a estimativa é de que o consumo aumente, em razão da retomada da atividade industrial.

Enquanto o consumo de energia é grande, a emissão de poluentes segue a toada. Ribeirão Preto foi o 9º município que mais emitiu CO2 em São Paulo, com cerca de 990.760 toneladas/ano. Em 2016, houve queda na quantidade de poluentes. Já que em 2015, a quantidade de gás carbônico emitido passou de 1 milhão de toneladas.
 


Fonte: Revista Revide