Clipping

RIDESA planeja liberar entre 15 a 20 variedades de cana-de-açúcar em 2018

Características de materiais desenvolvidos pela UFSCar – com lançamento previsto para 2018 – serão abordadas durante 11º Grande Encontro sobre Variedades de Cana-de-Açúcar

A pesquisa voltada ao melhoramento genético de variedades de cana-de-açúcar está atenta às demandas do setor sucroenergético, decorrentes das novas fronteiras da cultura, mecanização da colheita, necessidade de aumento da produtividade e de elevação do teor de sacarose, entre outros fatores.  

Para dar conta dessas exigências, a Rede Interuniversitária para o Desenvolvimento do Setor Sucroenergético (RIDESA) planeja liberar entre 15 a 20 variedades em 2018. O lançamento vai ser feito regionalmente – informa Roberto Giacomini Chapola, pesquisador do Programa de Melhoramento Genético da Cana-de-Açúcar da Universidade Federal de São Carlos. 

“Não será uma liberação nacional, como ocorreu em 2010 e 2015”, observa. Os programas – vinculados à RIDESA – farão seus próprios eventos de lançamento. Em 2020, voltará a ser realizada a liberação conjunta de novos materiais. 

Um dos objetivos dos lançamentos por estado em 2018 é não deixar um intervalo muito grande, entre 2015 e 2020, para a liberação de novas variedades. 

A UFSCar, que atende todo o Estado de São Paulo por exemplo, disponibilizará quatro variedades no próximo ano. Os benefícios proporcionados por esses novos materiais serão detalhados em palestra de Roberto Chapola e Antônio Ribeiro Fernandes Júnior durante o 11º Grande Encontro sobre Variedades de Cana-de-Açúcar, organizado pelo Grupo IDEA, que acontecerá em Ribeirão Preto, SP, nos dias 27 e 28 de setembro.

Uma das quatro novidades é a variedade RB975375 que apresenta, entre as suas principais características, bom perfilhamento e riqueza em açúcar – destaca Roberto Chapola. É voltada para o meio e final de safra. A RB005014 tem o perfilhamento alto e a produtividade como pontos fortes, o que ajuda a reduzir o custo de produção da cana por hectare – enfatiza. 

Outro pré-lançamento programado, é a variedade RB005983, que apresenta desenvolvimento rápido e precocidade, sendo voltada para o início de safra. Com elevado teor de sacarose, a RB01935 é caracterizada por elevado teor de sacarose e ausência de florescimento e chochamento. 

Esses novos materiais apresentam boa adaptação à colheita mecanizada, que é inclusive uma das prioridades dos experimentos da RIDESA e de outros programas de melhoramento genético. A RB975375, mais rústica, atende ambientes C e D. As outras estão voltadas para ambientes mais exigentes, classificados como A, B ou C.

A palestra apresentará também dados sobre o censo varietal de cana-de-açúcar. As variedades RBs, da RIDESA, representam aproximadamente 65% de toda a cana plantada no país. 

 

Serviço:

11º Grande Encontro sobre Variedades de Cana-de-Açúcar
Data: 27 e 28 de setembro de 2017
Local: Centro de Convenções de Ribeirão Preto/SP
Contato: 16 3211-4770
E-mail: eventos@ideaonline.com.br
Inscrições: http://www.ideaonline.com.br/evento-sobre/11-grande-encontro-sobre-variedades-de-cana-de-acucar


Fonte: Hermann Hoffmann