Clipping

Safra 2020/21 no Centro-Sul, na primeira metade de junho, 47,11% da cana-de-açúcar foi destinada à produção de açúcar

Postado em 26 de Junho de 2020

Ante 35,69% registrados na mesma data de 2019

A quantidade de cana-de-açúcar processada pelas unidades produtoras da região Centro-Sul totalizou 41,74 milhões de toneladas na 1ª metade de junho, queda de 1,91% sobre o valor apurado na mesma quinzena da safra 2019/2020 – 42,55 milhões de toneladas. Sendo que, 47,11% da cana-de-açúcar foi destinada à produção de açúcar. Apontou relatório de acompanhamento de safra produzido pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

Refletindo essa maior proporção de matéria-prima direcionada à fabricação de açúcar, a produção do adoçante aumentou 36,28% na primeira metade de junho deste ano e atingiu 2,55 milhões de toneladas, contra 1,87 milhão de toneladas verificadas em idêntica quinzena do ano anterior.

O volume fabricado de etanol, por sua vez, alcançou 1,83 bilhão de litros na quinzena de junho, sendo 565,57 milhões de litros de etanol anidro e 1,27 bilhão de litros de etanol hidratado. Desse total, 66,53 milhões de litros foram fabricados a partir do milho.

No acumulado desde o início da safra 2020/2021 até 16 de junho, a produção de açúcar alcançou 10,57 milhões de toneladas, contra 6,72 milhões de toneladas verificadas na mesma data do ciclo 2019/2020.

A fabricação acumulada de etanol totalizou 8,04 bilhões de litros, sendo 2,23 bilhões de litros de etanol anidro e 5,81 bilhões de litros de etanol hidratado. Do total fabricado, 417,30 milhões de litros do biocombustível foram produzidos a partir do milho.

“A produção de açúcar apresenta crescimento em torno de 57% até o momento, fruto da maior moagem, da melhor qualidade da matéria-prima, da baixa demanda por etanol no mercado interno e dos preços mais remuneradores do adoçante”, explicou Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da Unica.


Fonte: CanaOnline com informações da Unica