Clipping

Safra de verão: veja os estados que serão beneficiados pelo tempo

Com as condições do clima e produtividade já bem definidas do milho segunda safra, todos os produtores agora se voltam para o retorno da chuva na safra de verão 2018/19. Estados que já estão com a umidade do solo mais elevada e plantam mais cedo, como é o caso do Paraná e Mato Grosso do Sul, não vão enfrentar grandes problemas.

“Mesmo que a gente tenha uma falha na chuva de outubro, é bem capaz de as lavouras nesses estados se desenvolverem bem no geral”, afirma o meteorologista da Somar Willians Bini.

Já Mato Grosso, Goiás e Matopiba podem enfrentar mais problemas com a regularização da chuva, que só vai ocorrer no fim de outubro e decorrer de novembro. “Em algumas áreas do interior do Matopiba, só teremos chuvas regulares em dezembro”, diz Bini.

Na última semana, as condições climáticas foram contrastantes nas regiões produtoras do país. No Sul, as condições foram de tempo úmido e temperaturas mais baixas, no Centro-Oeste, Norte e Nordeste, o tempo continuou seco e com temperaturas mais altas.

Porém, gradativamente, as chuvas vêm ocorrendo de forma mais pontual para Mato Grosso e Goiás e, apesar do vazio sanitário, os produtores de todo o país já seguem planejando a próxima safra, com a compra de insumos e dessecação de áreas. Nas áreas de plantio mais precoce, já ocorre o preparo do solo.

Nos próximos dias as condições do tempo devem continuar sem alterações drásticas, com chuvas mais significativas entre Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul e temperaturas mais baixas nessas regiões e tempo mais seco e quente nas demais regiões produtoras do Centro-Oeste, grande parte de Minas Geraise no Norte e Nordeste do país.

Por Pryscilla Paiva


Fonte: Canal Rural