Clipping

São Martinho: Valor de projeto de etanol pode cair com término de benefícios fiscais em Goiás

Postado em 30 de Setembro de 2019

O término do benefício tributário do ICMS para projetos de etanol em Goiás, previsto no projeto de lei redigido pelo congressista Humberto Aidar (MDB), poderia reduzir pela metade o valor do plano de etanol de milho anunciado recentemente pela São Martinho (SMTO3), afirmou a Bradesco Corretora.

O valor cairia de R$ 2,50 por ação para R$ 1,25, considerando o preço-alvo dado pelo banco e assumindo que a lei impactaria apenas novos projetos.

Os analistas Leandro Fontanesi e Ricardo França mantêm a recomendação de compra para as ações da companhia, com preço-alvo de R$ 29, mas projetam uma reação neutra mais para frente.

“Consideramos improvável a aprovação dessa lei, pois o setor de etanol representa aproximadamente 30% do PIB em Goiás, e há quatro novos projetos de etanol de milho que podem ser impactados (resultando em menores investimentos e criação de empregos) se a lei for aprovada”, explicam Fontanesi e França.

Segundo Aidar, o setor sucroalcooleiro no Brasil desfruta de condições favoráveis, deixando de justificar o incentivo do Estado.

 


Fonte: Money Times