Clipping

Seca nos canaviais: Entidades buscam da Secretaria Estadual de Agricultura medidas hídricas estruturais

Postado em 24 de Fevereiro de 2021

Pequenas barragens na Zona da Mata pernambucana, de baixo custo e construção rápida e simples, resolvem o problema da falta de segurança hídrica em períodos de estiagem

Nesta terça-feira (23), o staff do novo secretário estadual da Agricultura se reuniu com as duas entidades canavieiras no estado (AFCP e Sindicape) para juntos buscarem a viabilização de medidas estruturais e políticas diante do impacto da seca nas lavouras que avança também sobre a Zona da Mata Norte. Experiências de outros estados e estudos hídricos técnicos foram apresentados e mostram que a melhor saída é a construção de pequenos açudes artificiais nas cidades mais atingidas. Apesar dos custos com valores modestos, em média de R$ 100 mil cada, e ter sua instalação simples em relação às grandes barragens, esses equipamentos públicos seriam mais adequados para a região. São capazes de capturar e armazenar a água da chuva durante o inverno, evitando o seu desperdício e sendo utilizada no campo em períodos de estiagem como agora.

"É preciso que algo dessa natureza comece a sair do papel a partir do próximo mês, porque estamos para iniciar a quadra chuvosa na Zona da Mata e o represamento da chuva que vier será crucial para reduzir o atual impacto da seca nos canaviais de Aliança, Nazaré, Buenos Aires, Vicência, Carpina, Lagoa do Carro e Lagoa de Itaenga. Em vários desses locais, a quebra da produção canavieira para a próxima safra já é de 50%, com a mortandade da planta que poderia durar até seis safras. O caso é muito sério e urgente. Por isso, é preciso instalar as pequenas barragens de salvação", defendem Alexandre Andrade Lima e Gerson Carneiro Leão, presidentes da AFCP e do Sindicape respectivamente, acompanhados do diretor técnico da AFCP, Paulo Giovanni e sua equipe de engenheiros.

O Secretário-Executivo da Secretaria de Agricultura, Antônio Dourado, acompanhado do gerente de Engenharia, Flávio Fernandes, e do assistente do secretário, Saulo Malta, analisam inclusive a viabilização do pleito através da extensão do Projeto Estadual Águas de Todos, hoje destinado apenas para o Agreste e Sertão. Além disso, a pasta também se comprometeu de junto com as entidades canavieiras buscar verbas para a construção das pequenas barragens através de emendas de parlamentares federais de Pernambuco.

 


Fonte: ALEXANDRE ANDRADE LIMA - PRES AFCP