Clipping

Sinopec vê aumento na demanda por combustíveis na China no 2º semestre

Postado em 31 de Agosto de 2020

A China Petroleum & Chemical (Sinopec) espera que o consumo chinês de combustíveis retome uma trajetória de crescimento no segundo semestre deste ano, além de ter afirmado que vai acelerar suas perfurações para obtenção de gás natural no país.

A Sinopec, maior refinadora de petróleo da Ásia, reportou no final de sábado seu primeiro prejuízo semestral, depois de a crise do coronavírus prejudicar a atividade industrial e reduzir os níveis de circulação de pessoas, afetando a demanda por combustíveis.

No entanto, com a recuperação econômica da China se consolidando, no segundo semestre a demanda do consumidor final por gasolina, diesel e querosene deve avançar 1% em relação ao igual período do ano anterior, após uma queda de 13% no primeiro semestre, disse um vice-presidente da empresa em briefing.

A Sinopec reportou um prejuízo líquido de 21,725 bilhões de iuanes (3,17 bilhões de dólares) nos seis primeiros meses de 2020 –único período semestral em que a empresa terminou no vermelho, segundo dados do Refinitiv Eikon desde 2003.

Mas a companhia afirmou que “as operações e lucratividade melhoraram mês a mês desde o segundo trimestre” e que a performance se estabilizou.

Principal desenvolvedora gás de “shale” da China, a Sinopec pretende quase dobrar sua produção do combustível não convencional, para o patamar de 13 bilhões de metros cúbicos em 2025, acrescentou o presidente da empresa, Ma Yongsheng.


Fonte: Reuters