Clipping

Startup de monitoramento de defensivos agrícolas aéreo integra previsão do tempo ao sistema

A sustentabilidade está ligada a uma rede de interação entre os meios ambientais, econômicos e sociais. No campo, a tecnologia tem sido uma grande aliada para colocar esse conceito em prática, com soluções que geram melhores resultados financeiros e redução de impactos na natureza. Diante disso, a Perfect Fligth integrou ao seu sistema de monitoramento aéreo para aplicação de defensivos agrícolas, a previsão do tempo. A medida ajuda a reduzir custos relacionados às perdas de produtos para o controle de pragas com chuvas inesperadas e outros efeitos climáticos que prejudicam a ação dessas formulações.

A startup brasileira já oferece mapas para o plano de voo, além dos gráficos com os resultados e análises pós-aplicação. “Pensando em oferecer uma ferramenta que proporcione mais assertividade, incluímos ao nosso sistema a previsão do tempo, que leva informação sobre a direção dos ventos, a inversão térmica, além da previsão de chuva”, conta o gerente de sustentabilidade e relacionamento da Perfect Flight, Rafael Ferreira.

A inversão térmica, por exemplo, é um fenômeno meteorológico em que o ar próximo ao solo apresenta uma temperatura menor que as camadas de ar superiores. Rafael explica que essa condição climática causa a suspenção das gotas dos defensivos, que assim podem ser carregadas por ventos, podendo atingir outras plantações ou localizações que não são o foco da aplicação. “A previsão de todas as condições do tempo é essencial para o produtor não ter prejuízos na plantação, escolhendo a melhor data e situação climática para realizar a pulverização”, ressalta.

Os investimentos em inovações na plataforma da Perfect Fligth visam as soluções dos problemas do campo. A aceitação das agtechs, como são denominadas as startups com foco no agronegócio, no mercado nacional é tanta que o Brasil já registra 300 companhias no setor, segundo dado apresentado durante o Fórum de Inovação da Agrishow 2019. “Por meio do desenvolvimento de novas tecnologias e o aprimoramento do que já está disponível, as ações dos produtores rurais não precisam mais ser intuitivas e arriscadas. São cada vez mais precisas, garantem bons resultados na safra, mais lucro em espaços de terra menores e ainda mais sustentáveis”, diz o gerente de sustentabilidade e relacionamento da Perfect Fligth. 


Fonte: Grupo Cultivar