Clipping

Técnicos agrícolas estimam aumento de área plantada em Uberaba na safra 2020/2021

Postado em 16 de Fevereiro de 2021

Previsão foi feita para as lavouras de soja, milho, trigo e cana-de-açúcar.

A Secretaria Municipal do Agronegócio (Sagri) de Uberaba retomou, na última semana, as reuniões de previsão e fechamento de safra. No encontro, os técnicos agrícolas estimaram que haverá um ligeiro aumento na área plantada das principais lavouras cultivadas no município na safra 2020/2021.

A área plantada de soja, que em ficou em 82 mil hectares, deverá subir para 85 mil hectares neste ano. A lavoura de milho deverá chegar a 30 mil hectares na chamada Safra de Verão. O total, comparado à área plantada na última safra de 27.560 hectares, representa um crescimento acima de 8,5%.

O trigo de cerrado, por sua vez, poderá ter um aumento de até 20% em área plantada, pulando dos atuais 6 mil hectares para 7,2 mil hectares neste ano. Por fim, a área de cana-de-açúcar deverá ficar em 120 mil hectares entre a já plantada e uma pequena parte em formação.

A coordenadora regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de MG (Emater-MG), Guilhermina Severino, ressaltou a importância da retomada das reuniões de previsão de safra, cujos números ajudam a orientar produtor e mercado de forma geral. Ela ressaltou, ainda, que os números apresentados são estimativas.

“Eles são resultados das diversas informações passadas pelos técnicos do Conselho Gestor da Safra. Porém, carecem de checagens e confirmações dos plantios”, salientou.

Quanto ao trigo de cerrado, uma cultura nova que vem crescendo no Município, a justificativa do extensionista em Agropecuária da Emater, Petrônio Silva, para esse crescimento estimado de até 20%, tem alguns pilares básicos.

“Com o atraso no plantio da atual safra, em razão das poucas chuvas na região, a colheita vai retardar e, com isso, a safrinha de milho tende a não acontecer. A opção, então, será o trigo, cuja plantação é bastante resistente à falta de chuva, significando menos risco para os produtores”, avaliou.

Situação confirmada pelo pesquisador da Embrapa, Vanolí Fronza, especialista em Melhoramento de Trigo no Cerrado.

“É o que temos ouvido dos produtores, sobretudo, diante do bom preço que o grão tem alcançado no mercado nacional. Além do mais, o nosso trigo está entre os melhores do mundo, com venda garantida para qualquer moinho produtor de pães no Brasil”, frisou o técnico.

Sobre produtividade da safra 2020/2021, o titular da Sagri, José Geraldo Celani, entende ser muito cedo para fazer previsões. Porém, segundo ele, esse contato entre os técnicos, trocando informações e dados, contribuirá para apontar números bem precisos, até mesmo que ponto o veranico de janeiro poderá comprometer na produção da atual safra.

A primeira reunião de previsão e fechamento de safra contou com participação de técnicos da Emater, Embrapa e Sagri, que são membros do Conselho Gestor da Safra. Também fazem parte do Conselho representantes da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatístic (IBGE), Banco do Brasil, Certrim, Sindicato Rural de Uberaba (SRU) e alguns produtores.

O próximo encontro do Conselho Gestor da Safra será no dia 4 de março, de forma on-line. Na oportunidade, todas as instituições participantes deverão estar representadas.

 


Fonte: Portal G1