Clipping

Tecnologia e manejo avançado para combater a Broca da Cana

Postado em 25 de Julho de 2019

A Broca da Cana é a principal praga presente nas lavouras de Cana no Brasil. Devido a sua abrangência, o produtor de Cana direciona ao longo da safra, diversos cuidados em relação ao combate destas lagartas. Adotando praticas que fortalecem a adoção do M.I.P. (Manejo Integrado de Pragas), como a associação de tecnologias de controle biológico e químico, o produtor canavieiro percebeu a melhoria da qualidade da matéria- prima Cana entregue à indústria das usinas, devido à redução da presença desta praga, e com isto tem melhorado a rentabilidade da sua produção.

A Bayer, a partir da estratégia de geração de valor ao produtor de Cana, por meio da inovação em produtos serviços, apresentou durante o 19° Insectshow, sua recomendação para a redução dos danos causados por esta praga, tanto no sistema agroindustrial de produção de Cana, como em seus derivados, no caso, o açúcar e o etanol, já que índices, mesmo que mínimos desta praga no campo, reduz a produtividade agrícola e a eficiência industrial da usina. Esta recomendação passa por um criterioso processo de levantamento das infestações destas lagartas da Broca e adoção de práticas, químicas, biológicas, ou associadas, as quais permitem combinar o uso de ativos com diferentes modos de ação visando paralisar o ataque da mesma, eliminando-a do campo e ao mesmo tempo permitindo a integração e adoção do controle biológico, já que os inseticidas que a empresa oferece não causam danos aos principais inimigos naturais da Broca.

Durante esta edição do Insectshow, o maior seminário sobre pragas da Cana, o Insectshow, Renato Bezerra, engenheiro agrônomo e consultor de desenvolvimento de mercado da Bayer para a cultura Cana, além de ressaltar a recomendação de uso das tecnologias que a empresa oferece aos produtores para o combate a esta praga, elevou os resultados eficazes na redução destas lagartas obtidos com este manejo, o qual integra a combinação de dois ativos, um do grupo das Diamidas e o outro ativo do grupo das Benzoiluréias, aplicados separadamente ao longo do ciclo de corte da Cana, possibilitando seletividade aos inimigos naturais e protegendo o canavial por mais tempo. Além disto, o efeito desta prática de proteção agrícola, reduz as futuras gerações destas lagartas, diminuindo a intensidade de infestação final no momento da colheita, proporcionando mais eficiência industrial, já que a qualidade da Cana melhora muito com a adoção do controle da Broca, a partir de um manejo seguro aos inimigos naturais e eficaz na redução da população da praga no canavial.

“A Bayer sempre se preocupou com a presença da Broca da Cana nos canaviais do Centro Sul e Nordeste. A empresa disponibilizou no inicio da década passada, o inseticida fisiológico Certero, o mais adotado inseticida fisiológico pelos produtores de Cana. Agora, a Bayer passa a oferecer o Belt, inseticida também seletivo aos inimigos naturais da Broca, pertencente ao grupo químico das Diamidas, compondo um programa de manejo completo para esta praga, com resultados de valor ao produtor, já que permite longa proteção ao canavial pela redução da população destas lagartas de Diatraea saccharalis”

 

 


Fonte: Assessoria Bayer