Clipping

“Teremos um cenário espetacular”, diz Roberto Rodrigues

Postado em 30 de Abril de 2020

Roberto Rodrigues, embaixador especial da FAO para cooperativismo e ministro da Agricultura entre os anos 2003 e 2006, participou de uma live sobre o papel do agronegócio e da logística em momentos de crise, promovida pelo LIDE - Grupo de Líderes Empresariais, na noite desta segunda-feira (27).

Para ele o agronegócio brasileiro está em um momento muito positivo e só tende a avançar mais. Com exportação funcionando normalmente para mais de 150 países e colhendo uma safra de grãos recorde de 252 milhões de toneladas, soja e milho tiveram boas colheitas e preços aquecidos, com exceção do Rio Grande do Sul que sofreu com estiagem.  O algodão já tinha 75% de sua produção previamente comercializada e só deve sentir algum efeito no futuro. A produção de proteínas segue normalmente. Há um pequeno risco de paralisação caso a pandemia de Coronavírus avance. A contrapartida é o setor sucroenergético com muitos trabalhadores dependendo, estoques grandes e demanda menor. Assim como flores e hortifrúti que merecem atenção e ajuda de políticas públicas. “O agro brasileiro demonstrou competência. Só consertar os setores que sofreram que teremos um cenário espetacular.  O agronegócio vai ser mais valorizado no mundo”, acredita Rodrigues.

Junto deste potencial ele acredita que o consumidor mundial se deu conta da importância do agronegócio para manter a vida, uma vez que, o setor não parou neste tempo de isolamento. “As pessoas e deram conta que podem viver sem comprar sapatos, roupas, perfumes mas não podem ficar sem comida e isso mudou a visão do mundo para o produtor rural. “Temos que olhar isso como oportunidade porque o Brasil pode aumentar a produção, crescer mais. Temos sanidade e um horizonte muito bom pela frente. O setor tem que fazer uma análise precisa do que o mundo vai demandar pós Covid-19 e que o nós podemos fornecer para criar políticas públicas preparadas para isso”, define. 

Para finalizar ele ainda lista cinco elementos fundamentais para avaliar neste momento:

- O agro brasileiro vai ser mais valorizado no mundo;
- Países vão criar políticas públicas de valorização ao setor;
- Com a valorização do agricultor pode crescer o protecionismo aos grandes produtores;
- Avaliar as tendências que podem surgir no setor para nos prepararmos e prevenirmos;
- Olhar as demandas alimentares como potencial a médio e longo prazo


Fonte: Agrolink