Clipping

Tereos usa sistema de satélites no combate aos incêndios no campo

Empresa investiu R$ 1 milhão no projeto e é a primeira a usar o GMG, que emprega 13 satélites na prevenção e combate aos incêndios nos canaviais
São Paulo, 8 de maio – Neste início da safra 2018/2019 de cana-de-açúcar a Tereos, terceiro maior grupo de açúcar do mundo, lança uma campanha educativa para prevenção de incêndios no campo e anuncia a implantação de um sistema pioneiro de satélites para o monitoramento de seus canaviais, o GMG. "Investimos em tecnologia para enfrentar um dos problemas mais sérios que atingem o setor sucroenergético. Os incêndios nos canaviais trazem prejuízo a toda a cadeia produtiva e impactam o meio ambiente e a população das comunidades onde atuamos", afirmou Pierre Santoul, diretor-presidente da Tereos Açúcar & Energia Brasil. "Continuamos empenhados em colaborar com os poderes públicos na prevenção e combate aos incêndios no campo."
Na safra passada (2017/2018), durante o inverno mais seco dos últimos 30 anos na região Noroeste do Estado de São Paulo, onde estão localizadas as sete unidades industriais do grupo, a Tereos deu início ao desenvolvimento do projeto piloto ORION (sigla paraObserved Remote Information from Orbital Navigation), um novo investimento que vem a se somar aos esforços que a companhia já vem realizando para a prevenção e combate de incêndios. O projeto utiliza a ferramenta de monitoramento por satélite desenvolvida pela startup GMG Ambiental, de São José do Rio Preto.

O serviço, baseado no georreferenciamento orbital, usa 13 satélites e permite o monitoramento remoto, com o envio automático de alertas das ocorrências diretamente à Central de Controle da Tereos, localizada na unidade industrial Cruz Alta, em Olímpia (SP). Os satélites contratados pela GMG Ambiental são operados por agências governamentais – entre eles a Agência Espacial Americana (NASA) e a agência de meteorologia americana (NOAA) – e empresas privadas.

A Tereos investiu cerca de R$ 1 milhão ao longo do ano para o desenvolvimento e implantação do GMG. "Essa ferramenta tem como um dos principais objetivos melhorar ainda mais a agilidade no combate de incêndios, o monitoramento e suporte ao sistema de inteligência para o gerenciamento das brigadas, dentre outras funcionalidades, que são usadas para alocação de recursos", comentou Edilberto Bannwart, diretor de Sustentabilidade da Tereos, que complementa: "o projeto está na fase final de implantação".

Segundo o diretor-executivo da GMG Ambiental, Rupen Grisi Kuyumjian, "a localização precisa facilita a logística das ações de combate, diminuindo em 50% o tempo com o deslocamento dos caminhões de combate e os brigadistas mais próximos. A ferramenta possibilita ainda indicar as rotas rurais que permitem melhor tráfego para se chegar ao incêndio."

Tereos lança campanha educativa

Como parte do investimento na melhora contínua da prevenção e combate aos incêndios na região em que atua, a Tereos dá início, a partir da segunda quinzena de maio, a uma campanha de comunicação. Com o mote "Incêndios – Sua ação pode mudar esse cenário", a campanha pretende engajar a população, especialmente na prevenção de incêndios e na comunicação rápida do Corpo de Bombeiros em ocorrências.

A Tereos conta com um aparato intenso de prevenção e combate a incêndios em suas sete unidades industriais, que inclui 85 caminhões para combate, equipes próprias de bombeiros, sistemas de ronda nas propriedades, entre outros. "Ao contrário do que alguns creem, não utilizamos o fogo como procedimento da pré-colheita há tempos, já que a colheita em todas as nossas unidades é 100% mecanizada. Os incêndios impactam toda a cadeia produtiva do setor sucroenergético, a população e o meio ambiente. Por isso estamos iniciando a campanha de comunicação, para somar nossos esforços ao trabalho realizado pelos órgãos públicos e outras empresas da região", afirma Bannwart.

Sobre a Tereos

Valorizar as matérias-primas agrícolas para o desenvolvimento de produtos alimentícios de qualidade é a nossa visão de longo prazo. Tereos é uma líder global nos mercados de açúcar, álcool, etanol e amidos. Os compromissos do grupo com a sociedade e com o meio ambiente têm contribuído com a performance da companhia no longo prazo, enquanto reforça nossa atuação responsável. O grupo Tereos é formado por 12 mil produtores cooperados, com reconhecido know-how no processamento de beterraba, cana-de-açúcar e cereais. Operando 49 unidades industriais e contando com 23.000 colaboradores em 16 países, Tereos atende seus clientes em seus mercados locais, com uma oferta ampla de produtos. No período de 2016/17, o grupo obteve uma receita de 4,8 bilhões de euros.

Tereos no Brasil

A Tereos no Brasil é composta pela Tereos Açúcar & Energia Brasil, Tereos Amido & Adoçantes Brasil e Tereos Commodities Brasil. No Estado de São Paulo, a melhor área agrícola brasileira para o cultivo de cana-de-açúcar, a Tereos Açúcar & Energia Brasil – detentora da marca Guarani, voltada para o varejo, e produtora de etanol e energia elétrica, proveniente da cogeração do bagaço de cana-de-açúcar – concentra suas sete unidades de processamento (Andrade, Cruz Alta, São José, Severínia, Mandu, Tanabi e Vertente) e duas refinarias (Cruz Alta e Andrade). Tereos Amido & Adoçantes Brasil, com operação em Palmital (SP), diversifica o portfólio da Tereos Brasil com a fabricação de produtos derivados de milho e mandioca. A Tereos Commodities opera como trade e, além de São Paulo, possui escritórios em Nova Deli (Índia), Nairóbi (Quênia) e Cingapura, além de Genebra (Suíça), onde se encontra a sede das operações.

 


Fonte: Grupo CDI - retirado do Jornal de Humaitá