Clipping

Totalmente repaginado, 19º Herbishow tem 2.085 inscritos

Postado em 2 de Setembro de 2020

Aconteceu na manhã de ontem, dia 2 de setembro, a 19ª edição do Seminário sobre Controle de Plantas Daninhas na Cultura da Cana-de-açúcar, o Herbishow. 

Para adaptar-se ao momento atual, o evento, promovido pelo Grupo IDEA, estreou em um formato nunca visto no setor canavieiro até então: foi transformado em um programa de televisão.

Com duração de pouco mais de 4 horas, o Herbishow apresentou seu tradicional conteúdo de forma dinâmica, em painéis que variavam de entrevistas em estilo talk show a telejornais. Foram 11 quadros ao todo, que abordaram, de forma rápida e dinâmica, técnicas, tecnologias e produtos para um bom manejo de plantas daninhas. 

A costura entre os quadros foi feita com maestria pelos mestres de cerimônia do evento, Dib Nunes, CEO do Grupo IDEA, Andréa Nunes, diretora de marketing e Melissa Gouveia, assistente de comunicação, que garantiram o engajamento do público com sorteios, curiosidades e quadros musicais. 

Além das palestras, o Herbishow 2020 contou também com um ambiente de feira virtual, onde os participantes puderam baixar materiais, assistir vídeos, participar de uma programação de palestras paralela e conversar com os representantes das empresas patrocinadoras do evento: Adama, Bayer, Corteva, FMC, Ihara, Sumitomo Chemical, Syngenta e UPL. 

Com o formato digital e a bilheteria aberta, o Herbishow conseguiu alcançar seu recorde de público: 2.085 pessoas se inscreveram para assistir o evento, que teve pico de 1078 acessos simultâneos e manteve a média de expectadores por palestra de 584 pessoas durante todo evento.

Para quem não conseguiu acessar o evento, a plataforma ficará no ar pelo período de uma semana, com acesso aos estandes e à gravação de todo o evento. O acesso pode ser feito por aqui: http://bit.ly/2020herbishow

Em um momento de reinvenção do setor de eventos e de uma enxurrada de lives e webinars, o Grupo IDEA mostrou que o agronegócio, especialmente o setor sucroenergético pode – e deve – oferecer a seus profissionais um conteúdo de qualidade de maneira dinâmica, objetiva e - o que mais se percebeu - criativa.

 


Fonte: Grupo IDEA