Clipping

Unica: acordo Mercosul-UE é um primeiro passo importante para o setor sucroenergético

Postado em 1 de Julho de 2019

As negociações para açúcar e etanol dentro do acordo entre Mercosul e União Europeia não foram ambiciosas o suficiente, segundo a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). “Apesar disso, reconhecemos que foi o melhor possível considerando as limitações impostas pela UE”, diz a entidade, em nota.

Segundo a Unica, o estabelecimento de cotas limita o atendimento da demanda do mercado europeu pelo setor sucroenergético brasileiro. “Contudo, estamos confiantes de que esse é um passo sólido em direção a uma maior abertura comercial”, declara.

A entidade diz que aguarda mais informações sobre volumes e tarifas acordados para avaliar com mais propriedade os impactos para o setor.

Histórico

Em 2018, o Brasil exportou 349 mil toneladas de açúcar e 43 milhões de litros de etanol para a União Europeia. Até o atual acordo, o açúcar brasileiro tinha cota de 780,9 mil toneladas, com uma tarifa de US$ 98 por tonelada. No caso do etanol, era aplicada uma tarifa de US$ 0,19 por litro, o que praticamente impedia o acesso ao mercado.

 


Fonte: Grupo Cultivar