Clipping

Unica: correção de PIS/Cofins minimiza cenário negativo, diz Elizabeth Farina

A presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Elizabeth Farina, disse nesta segunda-feira, 31, que a correção da alíquota de PIS/Cofins minimiza um cenário muito negativo para o etanol. “Foi bom ter acontecido, de repente, nós tínhamos perdido muita competitividade”, afirmou.

O governo vai reduzir em R$ 0,08 o aumento da alíquota de PIS/Cofins que incide sobre o etanol. Antes, na semana passada, o governo tinha anunciado que as alíquotas de PIS/Cofins sobre o etanol passariam de zero para R$ 0,1964 por litro nas usinas distribuidoras e de R$ 0,12 para R$ 0,1309 por litro nas usinas produtoras.
Esses reajustes, segundo o Ministério da Fazenda, seriam os máximos permitidos pela legislação. No entanto, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, foi alertado pelo setor de que a mudança teria extrapolado os limites. “Questão agora é orçamentária e não ambiental, infelizmente”, disse Farina sobre a atual situação do governo brasileiro. Apesar disso, ela afastou qualquer possibilidade da volta da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) no atual cenário.

Farina participou nesta segunda de reunião do Conselho Superior do Agronegócio (Cosag) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). No evento, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), fará apresentação sobre a “Visão do agronegócio paulista e brasileiro”. O encontro ocorre na sede da entidade.


Fonte: Estadão Conteúdo