Clipping

UNICA e Apex-Brasil avaliam importância de projeto voltado para exportações do setor

Encontro de alinhamento com organizações setoriais Firmado em 2008 entre a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o Projeto de Promoção de Imagem do Etanol e do Açúcar do Brasil no Exterior tem sido estratégico para a abertura e manutenção de mercados importantes para os produtos sucroenergéticos produzidos no Brasil. Os resultados desta parceria entre a indústria e o Governo Federal estiveram em pauta durante um encontro organizado no dia 19/11 pela Apex-Brasil, em São Paulo (SP), com a participação de diversas entidades setoriais do agronegócio nacional.

Presente no evento, Elizabeth Farina, presidente da UNICA, reconheceu os desdobramentos positivos do alinhamento da agenda da Apex-Brasil com a pauta de exportação da indústria canavieira. “Obtivemos muitas conquistas ao longo destes dez anos graças a um trabalho árduo feito na América do Norte, Europa e Ásia. Foi um esforço envolvendo diversas frentes de relacionamento e ações de comunicação, da prospecção de mercado e monitoramento de barreiras comerciais até a realização de eventos e reuniões com representantes de governos e indústrias”, avalia a executiva.

Atualmente, a Apex-Brasil participa de 56 projetos setoriais, sendo 16 ligados ao agronegócio, incluindo o segmento da cana. As empresas exportadoras apoiadas pelas iniciativas geraram receita de aproximadamente US$ 22,4 bilhões em 2018.

Encerrando o evento, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, abordou a importância da valorização da sustentabilidade do agronegócio brasileiro no exterior, citando como referências positivas o Código Florestal e a cultura sucroenergética. Neste sentido, Elizabeth Farina enfatizou a relevância de projetos como a Plataforma Biofuturo para a promoção de um ambiente internacional favorável a investimentos em biocombustíveis avançados, entre eles o etanol.

Já o presidente da Apex-Brasil, Roberto Jaguaribe, fez questão de elogiar a recente indicação da deputada Tereza Cristina para o comando do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no próximo Governo.

Marcos do projeto UNICA e Apex-Brasil:

• Inclusão do etanol de cana como biocombustível avançado na legislação do Renewable Fuel Standard (RFS), que estabelece padrões para os combustíveis renováveis da Agência de Proteção Ambiental do EUA;

• Eliminação da tarifa dos EUA para etanol brasileiro;

• Diferenciação do etanol de cana em relação às demais fontes renováveis na União Europeia;

• Controle de danos na revisão da política japonesa de biocombustíveis, evitando a perda deste importante mercado para o etanol da cana;

• Melhoria da imagem do etanol de cana no mundo, desconstruindo mitos e informações equivocadas sobre a produção do renovável por meio de participação proativa em diversos eventos internacionais;

• Evitou-se a abertura de contencioso na Tailândia (açúcar).

Pacto

Durante o encontro em São Paulo, a Apex-Brasil assinou parceria para integrar o Pacto Global das Nações Unidas, iniciativa global voluntária que há 18 anos procura aprimorar diretrizes para a promoção do crescimento sustentável e da cidadania. Atualmente, são quase 13 mil signatários articulados em mais de 160 países. Fazem parte pequenas, médias e grandes empresas, além de organizações da sociedade relacionadas ao setor privado.


Fonte: UNICA