Clipping

UNICA propõe cooperação técnica com Representação da UE

Postado em 16 de Março de 2020

Oportunidades de cooperação entre a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) e a Representação da União Europeia no Brasil foram discutidas na manhã dessa quinta-feira (12), em Brasília.

Em encontro com o embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybañez Rubio, o presidente da UNICA, Evandro Gussi, falou sobre as ações sustentáveis promovidas pelo setor sucroenergético nas últimas décadas e destacou a importância da Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio) para a descarbonização da matriz de transportes.

“Precisamos pensar em uma espécie de interação propositiva que nos permita mostrar aos representantes europeus o que o setor sucroenergético tem feito. Trabalhamos com economia circular. Do bagaço da cana produzimos energia elétrica, a vinhaça, além de fertilizante, também pode virar biometano. Deixamos de ter um negócio sustentável para trabalhar a sustentabilidade como negócio”, disse o presidente da UNICA.

De acordo com Evandro Gussi, em 2019, o etanol substituiu 48% da gasolina que seria consumida no Brasil. Durante a conversa, o presidente da UNICA também destacou que o biocombustível pode reduzir as emissões em até 90% em comparação à gasolina, sendo um dos principais responsáveis pela melhoria da qualidade do ar nos grandes centros urbanos.

“Nosso grande desafio é contribuir para a mitigação dos efeitos da mudança do clima. E, pelo menos na matriz de transportes, posso dizer que o Brasil tem dado um show. Temos mais de 40 anos de experiência na produção e uso de etanol combustível em larga escala. Somente considerando o período do lançamento dos carros flex em 2003, deixamos de emitir mais de 600 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera, o equivalente ao plantio de cerca de quatro bilhões de árvores”, disse Gussi.

Ybañez afirmou que os dados apresentados respondem a várias preocupações da comunidade europeia em relação a questões ambientais no Brasil. No entanto, segundo ele, é importante que essas informações sejam amplamente divulgadas para difundir as boas práticas ambientais do setor.

ACORDO

O embaixador também falou sobre o acordo comercial entre Mercosul e União Europeia. Ybañez reforçou que o acordo é bem equilibrado e bom para os dois países. Afirmou ainda que está otimista em relação ao cumprimento dos prazos e que o próximo passo será a ratificação pelos países do Mercosul e União Europeia.


Fonte: UNICA