Clipping

USDA revisa moagem de cana-de-açúcar no Brasil para 665 milhões de toneladas

Postado em 8 de Outubro de 2020

A moagem de cana 2020/21 do Brasil foi revisada para cima para 655 milhões de toneladas métricas (mmt), devido a condições climáticas gerais favoráveis ​​na região de crescimento norte-nordeste. Além disso, a pandemia COVID19 e as medidas de distância social impactaram negativamente o transporte de pessoas e mercadorias, reduzindo o consumo de combustível.

Portanto, as usinas sucroalcooleiras têm desviado mais cana-de-açúcar para produção de açúcar (47,5% da moagem total da cana). As exportações totais de açúcar para 2020/21 são estimados em 32,02 mmt, valor bruto, o maior volume de exportação já feito para o Brasil.

Exportações de açúcar brasileiro para A China durante o período de maio a agosto de 2020 atingiu 1,99 mmt, quase atingindo os níveis de pré-salvaguarda de mais de 2,5 mmt. Em 11 de setembro, o Brasil decidiu manter uma cota tarifária pro-rata (TRQ) para etanol de 187,5 milhões de litros por 90 dias. Em 21 de setembro, os Estados Unidos concederam um adicional 80.000 toneladas TRQ para exportação de açúcar para o mercado norte-americano sem pagamento de impostos.

Produção

O Escritório de Comércio Agrícola (ATO / São Paulo) estima o ano de comercialização do Brasil (abril-março) 2020/21 moagem de cana em 655 milhões de toneladas métricas (mmt), aumento de 5 mmt em relação à estimativa anterior (650 mmt). A moagem de cana-de-açúcar na região centro-sul permanece inalterada em 600 mmt de cana-de-açúcar. Apesar do clima predominantemente seco nos últimos meses, bons volumes de chuvas no período janeiro-março 2020 provavelmente garantirá rendimentos e produção agrícolas estáveis.

Por outro lado, condições climáticas favoráveis, principalmente uma melhor distribuição das chuvas ao longo de 2020 período chuvoso na região norte-nordeste (março a agosto), deve levar à melhora da safra estimada em 55 mmt, um aumento de seis por cento em relação à safra anterior. A moagem começou em agosto e pós-contatos informam que as fábricas estão adotando medidas preventivas contra a pandemia COVID-19.

A área total de cana-de-açúcar brasileira plantada e colhida para as estimativas 2020/21 está inalterada em 9,9 e 9,45 milhões de hectares, respectivamente. 


Fonte: Notícias Agrícolas