Clipping

Usina Colombo quer captar R$ 300 milhões com emissão de CRA

Postado em 3 de Fevereiro de 2021

O grupo sucroalcooleiro Colombo buscará R$ 300 milhões com a emissão de certificados de recebíveis do agronegócio (CRAs), que podem ser acrescidos ainda em até 20% (para R$ 360 milhões) com a emissão de um lote adicional. A operação é lastreada em debêntures emitidas pela companhia e foi avaliada, de forma preliminar, com nota ´brAA+ (sf)´ pela agência de classificação de risco Standard and Poor´s (S&P), segundo comunicado divulgado hoje.

A taxa de remuneração dos CRAs será definido após o bookbuilding, mas serão limitados ao maior patamar entre a variação do IPCA + 4,5% ao ano, ou à variação das Notas do Tesouro Nacional com vencimento em 2026 + 1,55% ao ano. A operação é securitizada pela EcoAgro.

O prazo de vencimento dos recebíveis é em 2027, acima da média da maioria das emissões de CRA. O pagamento de juros será semestral, e o pagamento do principal será em parcelas semestrais nos últimos dois anos da operação.

Na avaliação da S&P, a estrutura da operação com as debêntures mitiga os riscos de crédito, já que a Colombo terá que arcar com o pagamento de todas as despesas da emissão.

 


Fonte: Valor Econômico - retirado da agência Udop