Clipping

Usinas aproveitam alta do dólar para vender açúcar para 2020

O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de açúcar e algumas usinas estão aproveitando a valorização do dólar para fechar contratos de venda em 2020 a preços considerados atraentes.

O preço de aproximadamente 10 por cento das exportações da temporada que começa em 1º de abril de 2020 já foi acertado em meio à oscilação do mercado de câmbio, explicou Arnaldo Corrêa, sócio da Archer Consulting, de São Paulo. É um percentual grande para esta época do ano, disse ele.

O dólar subiu 4,4 por cento em março diante da turbulência em Brasília. No final de março, o açúcar para entrega em julho de 2020 estava na maior cotação em seis meses, quando considerados os contratos futuros de commodities denominados em dólares e operações de hedge cambial. Isso incentivou usinas a realizar vendas, segundo Corrêa.

A Usina Açucareira Ester já travou o preço de aproximadamente 5 por cento da produção esperada na próxima safra, o que é uma parcela notável para esta época, disse o gerente comercial Agnaldo Veronezi, em entrevista realizada em São Paulo na semana passada.

O contrato para entrega em julho de 2020, a R$ 1.290 por tonelada, supera a marca de R$ 1.200 que predomina na temporada atual. Continuaremos fazendo hedge para 2020 se oportunidades continuarem surgindo, revelou Veronezi.

Por Fabiana Batista - Com a colaboração de Davison Santana.

 


Fonte: Bloomberg - Texto extraído do portal UOL