Clipping

Vendas de etanol superam 5 bilhões de litros no primeiro bimestre de 2019

Postado em 12 de Março de 2019

As unidades produtoras do Centro-Sul comercializaram 2,45 bilhões de litros em fevereiro, sendo 2,37 bilhões de litros destinados ao consumo interno e apenas 85,42 milhões ao mercado internacional.

Do total comercializado internamente, 653,31 milhões de litros foram de etanol anidro e 1,71 bilhão de litros de etanol hidratado, com expressivo crescimento de 46,62% em relação aos 1,17 bilhão de litros vendidos em fevereiro de 2018.

Antonio de Pádua Rodrigues, diretor Técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), destaca que “o volume de hidratado vendido em fevereiro deste ano representa um recorde histórico para o mês e sinaliza a manutenção das vendas aquecidas do biocombustível”.

Com efeito, as vendas de hidratado por dia útil registraram 85,84 milhões de litros em fevereiro, com crescimento de 3,20% em relação aos 83,20 milhões de litros verificados no mês anterior.

“Esses números reforçam a opção do consumidor pelo hidratado e indicam que o volume comercializado em fevereiro só apresentou retração em relação a janeiro por causa do menor número de dias úteis”, explicou Pádua.

No agregado desde abril de 2018 até 1 de março de 2019, as vendas de etanol pelas unidades do Centro-Sul totalizaram 28,41 bilhões de litros, com 1,48 bilhão de litros direcionados para exportação e 26,93 bilhões de litros ao mercado interno.

Desse total destinado ao mercado doméstico, o volume acumulado de etanol hidratado comercializado (19,21 bilhões de litros) representa crescimento de 36,05% na comparação com o valor apurado no mesmo período da safra 2017/2018.

Moagem e produção

A quantidade de cana processada pelas usinas e destilarias do Centro-Sul totalizou 543,37 mil toneladas na segunda quinzena de fevereiro de 2019, com toda moagem registrada nos Estados do Mato Grosso do Sul e Goiás.

No acumulado desde o início da atual safra 2018/2019 até 01 de março, a moagem somou 564,14 milhões de toneladas, permanecendo abaixo do resultado apurado até a mesma data no ciclo 2017/2018 (585,13 milhões de toneladas).

Levantamento atualizado pela UNICA indica que 6 unidades produtoras retomaram a produção na segunda metade de fevereiro. Assim, estão em operação no Centro-Sul 8 unidades processadoras de cana-de-açúcar e 8 plantas com fabricação de etanol a partir de milho.

A produção de açúcar registrada nos últimos quinze dias de fevereiro foi ínfima (apenas 2,37 mil toneladas), enquanto o volume fabricado de etanol somou 73,90 milhões de litros. Do biocombustível total fabricado na quinzena, 40,04 milhões de litros referem-se ao etanol de milho.

O volume de etanol anidro reprocessado e convertido em etanol hidratado (processo conhecido como hidratação) atingiu 112,06 milhões de litros em fevereiro, sendo 53,11 milhões de litros na segunda quinzena.

No agregado desde o início da safra até 01 de março de 2019, a produção de açúcar atingiu 26,36 milhões de toneladas, ante 35,84 milhões de toneladas no mesmo período de 2018.

No caso do etanol, a produção acumulada alcançou 30,42 bilhões de litros, dos quais 9,10 bilhões foram de anidro e 21,32 bilhões de hidratado. Este último representa um crescimento de 42,40% quando comparado ao volume acumulado na safra 2017/2018 (14,97 bilhões de litros).

Do total de etanol produzido, 692,29 milhões de litros foram fabricados a partir do milho – incremento de 50,90% na comparação com o volume verificado no mesmo período da safra 2017/2018 (458,78 milhões).

 

 

 

 


Fonte: UNICA