Clipping

Vendas de máquinas agrícolas em baixa

As vendas de máquinas agrícolas caíram em fevereiro pelo segundo mês consecutivo. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), as vendas de tratores, colheitadeiras de grãos, colhedoras de cana e retroescavadeiras (máquinas rodoviárias) somaram 2,4 mil unidades, baixa de 22,5% ante igual mesmo mês de 2016.

Em relação a janeiro, contudo, as vendas reagiram e apresentaram alta de 49,7%. No primeiro bimestre, as vendas recuaram 30,2% ante o mesmo bimestre de 2017 e somaram 4 mil unidades. Para Miguel Neto, vice-presidente da Anfavea, essa retração foi decorrente de paralisação temporária de empréstimos em linhas com recursos do BNDES. Segundo o executivo, houve ajustes no sistema do banco estatal e a paralisação durou 15 dias durante janeiro.

Apesar do resultado ainda modesto, a expectativa é que as vendas superem a previsão anunciada em janeiro para o ano, de 46 mil unidades. O viés positivo vislumbrado pela associação considera adversidades climáticas na Argentina, possíveis problemas na safra de grãos dos EUA e a alta das commodities.

Ainda aquecidas, as exportações do segmento alcançaram 982 unidades em fevereiro, alta de 32,2% na comparação anual. A produção nacional de máquinas agrícolas atingiu 3,9 mil unidades, 10% abaixo de fevereiro de 2017. No bimestre, as exportações cresceram 50,6%, para 1,7 mil unidades, e a produção subiu 1,4%, para 6,6 mil unidades.


Fonte: Valor Econômico